PELA ZONA CENTRO:: Ferroviário de Quelimane ascende ao Moçambola

A equipa locomotiva conseguiu virar a desvantagem de 2-0 que levava da primeira mão ao golear este domingo, 11 de Dezembro, o Chingale de Tete por 4-0. É o sexto ferroviário no Moçambola2023.

Texto: Abiatário Rombane

Foi, de resto, um jogo envolto em polémica muito por culpa do árbitro Nelson Mandasse que desde o primeiro momento quis apagar a luz dos verdadeiros protagonistas para fazer brilhar a sua.

Volvidos 12 minutos, o juiz assinalou uma grande penalidade que só veio a ser convertida em golo seis minutos mais tarde, por Odilo, por conta dos protestos dos visitantes.

Após a conversão do lance aos 17 minutos, a partida voltou a ser interrompida com os protestos dos canarinhos contra a actuação de Nelson Wanasse a subirem de nível. O confronto só retomou aos 26 minutos com o árbitro a mandar repetir o pontapé a partir da marca de grande penalidade. Sem nenhuma razão aparente.

Odilo voltou ao local no qual foi feliz e, uma vez mais marcou, já a contar para o marcador.

A partida prosseguiu normalmente sendo que, para compensar o tempo perdido ao longo da etapa inicial, o 4.o árbitro levantou a placa a sinalizar 12 minutos de compensação, período durante o qual o Ferroviário de Quelimane sentenciou a partida.

Pendzissai aproveitou uma recarga para fazer o 2-0 na sequência de um livre directo defendido pelo guarda-redes e, aos 56, o avançado bisou com um belíssimo golo.

Na etapa complementar, o Chingale de Tete procurou o golo que empatasse a finalíssima, a passo que os donos da casa buscavam o golo da tranquilidade.

Assim jogou-se até aos últimos segundos da partida quando o infortúnio bateu na porta do Chingale: já nos descontos, Rajane disparou contra um defesa contrário e a bola acabou desviada para esse 4-0 que colocou o Ferroviário de Quelimane no Moçambola2023 com o agregado favorável de 4-2.

Com este desfecho, ficam assim conhecidas as três equipas que vão ocupar os lugares deixados vagos pelo Incomáti de Xinavane, Matchedje de Mocuba e Liga Desportiva na próxima edição do Moçambola: Baía de Pemba pela zona Norte, Matchedje de Maputo pelo Sul e o Ferroviário de Quelimane pelo Centro.

De referir que, com a subida da equipa de Quelimane, o Moçambola2023 será disputado por um total de seis Ferroviários, de um total de 12 equipas. [OC]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s