Boxe:: Medalhistas de Birmingham homenageados em Maputo

Rady Gramane (prata), Tiago Muxanga (prata) e Alcinda Panguana (bronze) foram esta segunda-feira, 22 de Agosto, agraciadas com prémios monetários pela Montepuez Ruby Mining pela recente conquista de medalhas nos Jogos da Commonwealth, que tiveram lugar em Birminghan, na Inglaterra.

Texto: Redacção OC

Com efeito, cada um dos três atletas recebeu o valor de 100 mil meticais, enquanto que Lucas Sinóia, selecionador nacional, auferiu 35 mil meticais. Já a Federação Moçambicana de Boxe, liderada por Gabriel Júnior, recebeu por sua vez 50 mil meticais, totalizando 385 mil de prémio monetário.

Esta premiação visa reconhecer o esforço dos pugilistas pois, uma vez mais, demonstraram que quando entram em competição é uma medalha garantida para Moçambique, tal como sublinhou Samora Machel Júnior, presidente do Conselho de Administração da mineradora.

Mesmo no cenário de dificuldade enfrentado pelo desporto moçambicano, vocês carregaram bem alto a bandeira de Moçambique para o mundo ver, pelo que este gesto da Montepuez Ruby Mining só demonstra a grande alegria e o orgulho pelo sucesso alcançado”, referenciou Samora Machel Júnior.

Para a Federação Moçambicana de Boxe, o gesto da empresa mineradora “é sinal de que estamos a ser observados, de que não estamos sozinhos” pelo que, por este motivo, “continuaremos a fazer a nossa parte e a lutar para elevar bem alto a nossa bandeira no panorama internacional”, tal como assegurou Gabriel Júnior, presidente daquele organismo desportivo.

É o início de um namoro – Gilberto Mendes

Esta premiação dos pugilistas medalhados nos Jogos da Commonwealth teve chancela da Secretaria de Estado do Desporto, tal como fez saber Gilberto Mendes, secretário de Estado do Desporto durante o evento.

Estão de parabéns os atletas pelo que fizeram nestes jogos. Há cerca de três meses, antes dos mesmos, falei com o Samora Machel Júnior sobre a possibilidade de a Ruby Minning apoiar o nosso boxe. Percebi que, após a abordagem, não ficou à espera da decisão final do Conselho de Administração e decidiu avançar com esta premiação que acreditamos ser a primeira de muitas que se vão seguir, para os nossos atletas, técnicos, equipas da federação e Comité Olímpico”, explicou o governante que assegurou, adiante, que este evento deu na verdade o início de um namoro que vai durar muitos anos entre a Montepuez Ruby Mining e o boxe.

Atletas e treinador (naturalmente) satisfeitos com a premiação!

Quem não escondeu a satisfação pela premiação foi Rady Gramane, medalha de prata, que à imprensa enalteceu o gesto da Montepuez Ruby Mining. Disse tratar-se “de um reconhecimento do nosso trabalho e do nosso esforço ao longo destes anos todos”.

Tiago Muxanga também agradeceu pelo prémio e afirmou estar mais inspirado a trabalhar para continuar a orgulhar uma toda nação, a moçambicana. “Este prémio dado por uma empresa moçambicana significa muito para mim, porque tivemos muito trabalho sem reconhecimento”, acrescentou.

Alcinda Panguana revelou haver um antes e um depois depois desta iniciativa da mineradora que, como se sabe, foi apadrinhada pela Secretaria de Estado do Desporto. “Significa já estamos a ser reconhecidos. Não só a nível de valores, mas pelo desporto em si, facto que nos enche ainda mais de orgulho”, disse a medalha de bronze.

É muito bom receber este tipo de reconhecimento. Motiva os atletas. Não só a estes, mas os que ainda estão para vir. Cabe-nos agora trabalhar tendo em vista os próximos desafios, sempre com o mesmo objectivo de orgulhar o País”, vincou, por sua vez, Lucas Sinóia, a quem a mineradora ofereceu-lhe um cheque de 35 mil meticais. [OC]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s