NOS MAMBAS:: Edson por Edmilson, Skaba por Nené para atacar Malawi

São as duas principais novidades patentes na lista de convocados divulgada na manhã desta quarta-feira, 17 de Agosto, por Chiquinho Conde, selecionador nacional. É para atacar o Malawi, a 27 de Agosto e a 04 de Setembro na derradeira eliminatória de acesso ao CHAN2023, da Argélia.

Texto: David Nhassengo

O nome próprio do substituto de Edmilson Dove era a principal atração desta conferência de imprensa e ninguém perdeu por esperar.

À ausência cantada do capitão da selecção de honras, este que assinou com o Kaizer Chiefs da África do Sul, Conde respondeu chamando Edson Moisés, defesa esquerdo do Ferroviário da Beira.

Trata-se de um atleta que, conforme defendeu o técnico, tem pinta para ajudar o combinado nacional no duplo compromisso contra o Malawi. “É talentoso, já cá esteve e tem espaço na selecção. Já tinha sido identificado e o nosso treinador adjunto [Victor Matine] já trabalhou com ele no clube e conhece melhor as valências que ele tem”, disse.

A outra novidade contada pelo selecionador refere à saída de Nené do grupo que tirou a Zâmbia do caminho. Por opção técnica. Para o seu lugar entra Skaba, Sebastian Grine, outro Chiveve.

Tem todas as características para ajudar. Infelizmente não esteve no grupo inicial, mas com maior ou menor dificuldade ele irá encaixar-se naquela que é a nossa ideia de jogo”, assim justificou Chiquinho Conde a escolha do jovem atleta.

21 atletas dão continuidade!

Fora as duas novidades, uma forçada e outra por opção técnica, Chiquinho Conde manteve o núcleo duro da selecção interna. 21 atletas dão continuidade à convocatória. É naturalmente o básico para abater o Malawi.

Ter um grupo com o qual já iniciamos os trabalhos ajuda sempre para que a informação chegue facilmente aos atletas e repitamos os exercícios que formatamos para a concepção dentro do princípio do nosso treino. A ideia chega facilmente…”, argumentou Chiquinho Conde, que anseia ter todos os atletas fisicamente aptos para os dois decisivos jogos. Os trabalhos para o jogo iniciam já no domingo, 21 de Setembro.

Aliás, recuando o disco, a manutenção do grupo é, para Chiquinho Conde, uma questão de coerência.

Este é um grupo feliz e queremos que seja feliz, também, em campo. Desfrutar e saber fazer bem o que sabe fazer. Este é um núcleo que conseguimos formar”.

Malawi? É mais um adversário…

Para o selecionador nacional, os dois encontros contra o Malawi são de todo decisivos. É inegável. No entanto serão acordados exactamente da mesma maneira como foram acordados os gloriosos desafios contra a Zâmbia.

Não vamos alterar em nada. Porém vamos respeitar o adversário e trabalhar sempre com humidade. Acima de tudo é preciso acreditar no trabalho que estamos a fazer. Estamos a um passo de conseguir o nosso objectivo. A ideia e o modelo de jogos estão lá e não vamos alterar em nada. Escolhemos os jogadores em função do objectivo que pretendemos conquistar”, garantiu.

De recordar que o jogo da primeira mão entre os Mambas e o Malawi terá lugar a 27 de Agosto em Lilongwe. O jogo de volta será a 04 de Setembro, no Estádio Nacional do Zimpeto.

[OC]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s