FUTEBOL:: SED e Luís Gonçalves assinam acordo para retirada do processo na FIFA

A Secretaria de Estado do Desporto, através do Fundo de Promoção Desportiva e o ex-seleccionador nacional rubricaram um acordo para retirada do processo que corria na FIFA. O técnico já recebeu a indemnização acordada.

Texto e Fotos: David Nhassengo

O acordo ora rubricado visa retirar o processo que corre junto do Tribunal Arbitral do Desporto, na Suíça, depois de a FIFA ter condenado a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) a indemnizar Luís Gonçalves em cerca de 13 milhões de meticais e outros pouco mais de quatro milhões e trezentos mil meticais ao seu antigo adjunto, Tiago Capaz.

Com o acordo ora rubricado, segundo apurou OC-Olho Clínico, o ex-seleccionador recebe 122.400 dólares norte-americanos, equivalentes a cerca de 7.800.000 meticais, ao passo que o seu então adjunto fica com 40 mil dólares, cerca de 2.500.000 meticais, o que para ambos representa uma redução de 60% do que exigiam.

O Secretário de Estado do Desporto, Carlos Gilberto Mendes, desempenhou um papel preponderante para que a paz social voltasse entre Luís Gonçalves e o futebol moçambicano.

Conversei bastante com o técnico por forma a que este acordo fosse possível. É um acordo que coloca um enorme prejuízo pessoal no mister, tendo em conta as suas exigências, mas ele aceitou e demonstrou amor enorme por Moçambique, pelo futebol moçambicano”, disse Gilberto Mendes, que falava para o imprensa à margem da assinatura do acordo.

Porque o objectivo era de evitar uma possível sanção de Moçambique junto à FIFA em caso de incumprimento no pagamento da indemnização correspondente, o governante vincou que, ultrapassado este processo, o que fica no retrovisor é “a vontade de se trabalhar pelo sucesso do País e termos Moçambique a ser visto com alguma positividade e com o respeito que merece a nível internacional”.

“O acordo foi rubricado com a SED e não com a FMF” – Luís Gonçalves

Falando também aos jornalistas, Luís Gonçalves enalteceu o papel de Gilberto Mendes neste processo de pacificação das partes desavindas. “Fui contactado pelo Secretário de Estado do Desporto para resolver este problema. E não pela FMF. E quando ele contactou-me, fez-me este apelo para que eu pensasse e reflectisse nesta questão”.

Vai daí que, explicou o ex-seleccionador, “aceitei este acordo por consideração ao SED, também por forma a preservar a imagem do futebol moçambicano junto da FIFA e permitir que as selecções nacionais possam competir nas provas internacionais”.

Num outro desenvolvimento, o ex-técnico dos Mambas assumiu que, a nível pessoal, sai bastante prejudicado com o acordo agora rubricado, tendo em conta “que algumas pessoas não foram profissionais comigo, nem continuaram a ser elegantes na forma como trataram o assunto. Fui reiteradamente colocado em causa por alguma imprensa desportiva moçambicana”.

Por fim, Luís Gonçalves acusou a FMF de ter mentido no comunicado de imprensa no qual avançava, quinta-feira, 11 de Fevereiro, o acordo. “Eu estou aqui para fazer este acordo, com a SED e não com a FMF”, rematou. [OC]


[*Regista-te em http://www.jogabets.co.me usando o Promo Cod 530051 e receba 100Mzn de bônus]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s