Moçambique pela primeira vez no Rally Dakar

Histórico. Moçambique estará pela primeira vez presente na maior prova do mundo dos desportos motorizados, o Rally Dakar, a decorrer de 02 a 14 de Janeiro na Arábia Saudita.

Texto: Redacção OC

O nosso País far-se-á representar por Paulo de Oliveira, piloto que esta sexta-feira, 10 de Dezembro, despediu-se de Carlos Gilberto Mendes, secretário de Estado do Desporto.

Durante a cerimónia que se seguiu à uma audiência que decorreu a porta fechada, o piloto fez saber que deverá cumprir 12 etapas (uma por dia) com uma motorizada todo-o-terreno, num percurso global de 8500 quilómetros entre dunas, pedras e montanhas, mas sempre com a bandeira de Moçambique nas costas.

Porque se trata de uma estreia absoluta, o objectivo de Paulo Oliveira nesta competição planetária é, mais do que ganhar experiência, cumprir as 12 etapas da corrida, tal como ele próprio revelou.

Tudo irei fazer para honrar o nome do nosso País e da nossa bandeira. O nosso principal objectivo é terminar a prova, cumprir com os 8500 quilómetros”, comentou.

Pódio? “Não me passa pela cabeça lutar por isso. É preciso compreender que existem equipas de fabricantes ligadas a esta competição, que são 100% profissionais. Que trabalham 365 dias ao ano. O nosso propósito é de trabalhar dias após dia e competir com qualquer piloto”, esclareceu, adiante, a uma pergunta dos jornalistas.

Apesar de ser, esta, a primeira presença na prova, Paulo Oliveira acresceu estar ciente das dificuldades que o esperam durante os 12 dias na Arábia Saudita. Porém prometeu entrega total ao trabalho e ser persistente por forma a alcançar o objectivo traçado.

É um grande desafio que precisa de muito esforço. É preciso saber gerir o esforço físico, pois o rally exige muito disso, para além da objectividade. E não podemos trocar de motorizada, nem do motor, o que significa que temos de aguentar os 12 dias e a competir ao mais alto nível”, constatou o piloto que revelou, ainda, que participar no Rally Dakar sempre foi um sonho presente a cada roncar das suas motorizadas e que representar Moçambique é mesmo motivo de orgulho.

O País orgulha-se deste feito histórico – Mendes

Para Gilberto Mendes, Moçambique só tem a celebrar este grande feito alcançado por Paulo Oliveira pois, passados 46 anos desde a proclamação da independência nacional, nunca a bandeira das cinco maravilhosas cores foi hasteada naquele evento planetário.

Aliás, o governante recordou que, no ano passado, concedeu uma audiência a Paulo Oliveira na qual o piloto manifestou o objectivo de marcar presença naquele certame. “Achávamos que fosse uma utopia, mas cá estamos, um ano depois, para celebrar Moçambique no Rally Dakar”, sublinhou.

De acordo com Mendes, o País e o Governo não só estão satisfeitos com esta conquista, como também estão “gratos a Paulo Oliveira pela ousadia, coragem e determinação. Por ter tirado do papel um sonho de estar no Rally Dakar. Soube ser persistente e encontrar parceiros certos para poder alcançar este grande objectivo. Este é mais um exemplo de que com o cometimento de parceiros é possível chegar-se ao mais alto nível”, rematou Carlos Gilberto Mendes. [OC]


[*Receba até 1000MZn de bônus ao registar-se em http://www.jogabets.co.mz usando o Promo Cod 530051]

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s