ENZ reabre em Janeiro de 2022 com nova relva

O secretário de Estado do Desporto anunciou esta quinta-feira, 16 de Setembro, o arranque das obras de melhoramento do Estádio Nacional do Zimpeto, com destaque para a substituição da relva. A previsão é de que as mesmas terminem em Janeiro do próximo ano.

Texto: David Nhassengo

Segundo avançou Carlos Gilberto Mendes, as obras de melhoramento daquele recinto desportivo deverão durar cerca de quatro meses e prevêem, para além da substituição da relva, a instalação do software para o funcionamento de torniquetes, a colocação da vedação no perímetro exterior do estádio, bem como o aperfeiçoamento dos balneários.

As mesmas decorrem no âmbito do relatório feito pela equipa de inspecção da Confederação Africana de Futebol (CAF), em Maio de 2020, porém precipitadas pelo recente veto para jogos internacionais.

Aliás, conforme explicou o governante, “a intervenção no estádio já vem acontecendo, visto que já cumprimos com maior parte das recomendações deixadas ano passado pela CAF”, como são os casos da compra e montagem das torniquetes e o sistema de iluminação, bem como o melhoramento das bancadas que apresentavam fissuras.

Neste momento o que falta é o piso. O relvado. A relva foi adquirida em Março do ano passado, mas ainda não está cá. Não era exequível que estivesse pois, por um lado, durante o inverno não se recomenda a sua colocação segundo os especialistas e, segundo, porque a pandemia impossibilitou-nos de a trazer.

Adiante, Mendes revelou que todo o processo de procurement foi concluído, pelo que já até existe uma empresa contratada pela SED para trabalhar nas obras.

Sobre a vedação exterior, o governante disse que a mesma já existe e está em Maputo, faltando apenas a sua colocação, o que deverá acontecer nos próximos dias.

Sobre os valores envolvidos, afirmou que todas as obras estão dentro do orçamento de um milhão e meio de dólares norte-americanos anunciado no ano passado, depois de recebido o relatório da CAF. E explica: “tudo já foi adquirido. O que falta é apenas o arranque das obras no local”.

O Estado Moçambicano está a fazer a sua parte e está a trabalhar para que se tenha aquele estádio em condições. Infelizmente, a nossa economia não permite que tenhamos vários estádios, o que era ideal para que possamos indicar como alternativas a este estádio. Mas não temos essas condições”, desabafou, em jeito de remate, o governante.

De recordar que Gilberto Mendes fez estes pronunciamentos durante a conferência de imprensa havida esta quinta-feira, 16 de Setembro, na qual reagiu à reprovação do Estádio Nacional do Zimpeto pela CAF. [OC]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s