Saltar para o conteúdo

Arranque do Moçambola 2020/2021 não depende da FMF

O presidente da Federação Moçambicana de Futebol (FMF) esclareceu que a realização do Moçambola não depende da realização da Assembleia-Geral da FMF, essa que deverá aprovar a mudança da época competitiva em Moçambique. Feizal Sidat falava esta sexta-feira, 30 de Outubro, durante a 3ª conferência de imprensa trimestral.

Por: abiatário rombane

De acordo com Sidat, o arranque do Moçambola não está condicionado à realização, a 21 de Novembro próximo, da Assembleia-Geral (AG) daquele órgão reitor do futebol nacional. Pelo contrário, é de todo vinculativo o comunicado oficial da FMF datado de 08 de Outubro, o que aponta para o início da época a 01 de Novembro de 2020 e o seu término a 31 de Julho.

O arranque do Moçambola está completamente dependente da Liga Moçambicana de Futebol (LMF). A nossa AG é ordinária, na qual serão apenas debatidos aspectos administrativos e contabilísticos. E não competitivos”, disse Feizal Sidat.

Aliás, o dirigente lembrou que o citado comunicado – o que altera a época desportiva – refere, num dos pontos, que as novas datas seriam apenas sujeitas à ratificação por parte da assembleia, facto que não impede a sua materialização.

As regras do jogo já foram definidas. Posso desde já dizer que temos anuência dos presidentes das Associações Provinciais de Futebol para que a época desportiva abra a 01 de Novembro. Fizemos isto para poder ganhar tempo, sendo por isso importante enaltecer e agradecer às associações pela compreensão”, argumentou Sidat.

FMF aguarda informação sobre arranque do Moçambola

Ainda neste contexto, Feizal Sidat fez saber que o documento que aprova o pontapé de saída do Moçambola antes da AG, por parte dos donos da federação, é do total conhecimento da LMF.

Estamos agora à espera da informação relativa ao modelo competitivo da prova e as datas do seu arranque, visto que já partilhamos a calendarização com datas dos jogos internacionais e da Taça de Moçambique, por forma a que a LMF  possa encaixar a realização das jornadas do Campeonato Nacional”, acrescentou Sidat.

Moçambola pode não ser de 11 equipas…

Ainda na conferência de imprensa havida esta sexta-feira, 30 de Outubro, Feizal Sidat deu a entender que o Moçambola da temporada 2020/2021 pode não vir a ser de 11 equipas, apesar de a instituição que dirige ter excluído e, com palavra escrita, os três emblemas que não reuniram os requisitos no âmbito do PRO-Licenciamento.

Falando para os presentes, o chefe da Casa do Futebol disse, para o registo, que “o Moçambola vai ser de 11 equipas até agora”, uma frase que destaca de todo uma ressonante declaração de interesses. OC

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: