PARA curso online da FIFA:: Árbitros de Maputo estão a pedir “megas”

Através de uma carta chegada a OC-Olho Clínico, os árbitros baseados na cidade e província de Maputo pedem apoio em recargas de telemóvel para participarem no curso online organizado pela Comissão Nacional de Árbitros de Futebol (CNAF) em parceria com a FIFA, a decorrer de 31 de Agosto a 02 de Setembro.

Por: Abiatário Rombane

Na referida carta aberta – todavia não assinada – os árbitros revelam que a CNAF, na qualidade de entidade organizadora, disponibilizou recargas de telemóvel apenas aos participantes residentes nos restantes cantos do País, excluindo os que estão baseados na cidade capital e província de Maputo.

A medida, escrevem, “permitirá que os convidados de várias partes do País participem de forma individual no curso, a partir do conforto das suas casas”.

Ainda que sejam maioria, denuncia a carta, os árbitros da cidade e província de Maputo “não foram contemplados pelo crédito, estando por isso obrigados a deslocarem-se até à sede da federação, instalações que dispõe de wi-fi para participarem no curso”. “Isto…Numa altura em que Moçambique está em Estado de Emergência devido à evolução da pandemia do novo coronavírus”, alertam os árbitros.

Na epístola que temos vindo a citar, os homens do apito do Grande Maputo aproveitam a oportunidade para pedir “que sejam pagos os prémios de jogo devidos pela federação, relacionados à sua participação nos Campeonatos Nacionais de 2018 e Divisão de Honra de 2019, de modo a terem dinheiro para comprar crédito ou megabytes e, deste modo, participarem no curso a partir de casa, sem estarem vulneráveis à infecção pelo novo coronavírus”.

Refira-se que o pedido de “megas” é direcionado à Secretaria de Estado do Desporto (SED) e à Federação Moçambicana de Futebol (FMF).

De lembrar que o curso online da FIFA, de capacitação sobre as novas Leis de Jogo deverá decorrer de hoje, segunda-feira (31) a quarta-feira, 02 de Setembro. Envolverá 30 árbitros nacionais das categorias internacional, nacional 1, 2 e 3. Será monitorado pelos instrutores-FIFA de arbitragem Bento Navesse de Moçambique e Carlos Henriques da África do Sul. OC

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s